fbpx

Por Fábio Barbalho

Fábio Barbalho

Os meios digitais nos proporcionam máscaras nas quais podemos nos esconder, representar ou até mesmo interpretar. Com bilhões em oportunidades de negócios o marketing digital oferece diversos tipos de métricas que atuam, por vezes, direto no sistema límbico do ser humano, fazendo que mesmo à distância sinta emoções, escassez, necessidades e principalmente desejos.

Nesse aspecto e com uma série de programas especialmente desenvolvidos é possível criar uma esteira de vendas totalmente automatizada, atendimentos programados e robôs que beiram a excelência (desde que seu bolso possa pagar por isso) para fazer o seu cliente sentir-se a pessoa mais importante do planeta. Mas realmente entregamos aquilo que vendemos?

Ainda é “sobre” e “com” pessoas que devemos falar. Sua credibilidade digital é construída à medida que mescla autoridade com engajamento, ou seja, o quão realmente é boa naquilo que se propõe a fazer e o quanto aquilo proporcionará interação para as pessoas.

Para entender mais sobre autoridade é interessante compreender sobre os influenciadores digitais, mas em exercício livre inicie com bom conteúdo de valor, que agregue algo na vida do seu comprador. Esse é um processo que leva um certo tempo até que pessoas do seu ciclo de amizades comecem a lhe recomendar (crescimento orgânico) ou investimento (impulsionamento pago) esteja canalizado corretamente, o que fará a diferença é a regularidade para que as pessoas entendam que pode contar com você.

Já o engajamento trata-se da interatividade proporcionada, note que a evolução do vídeos da internet e hoje dos “ao vivo” (lives) no Facebook, ou do storie do Instagram, muitos tem interesse em saber dos bastidores e querem ser ouvidas em seus posicionamentos e isso é o que temos de mais importante, por isso abra esse espaço e esteja pronto para responder cada comentário com bastante vigor.

Agora, se o seu produto, atrasar, chegar com defeito ou abaixo da expectativa, esteja preparada para aguentar. Lembre-se que as mesmas ferramentas estão à disposição do consumidor como as próprias redes sociais e sites especializados para lhe avaliar. Aliás um outro ponto é que a pessoa física não se distancia da jurídica na internet, não existe horário para o teu cliente lhe analisar.

Esteja ou não esteja no marketing digital, se a perspectiva é ganhar dinheiro e fazer negócios, comprometa-se a fazê-lo 100%, reserve um tempo diário, estude as ferramentas, cuide da linguagem e facilite ao máximo a vida do seu consumidor, pois é ele que validará o seu negócio.

Dicas:

  1. Trabalhe em ondas: Teste a forma de comunicação em pequenos nichos ou com pessoas próximas que sejam maduras o suficiente para dar feedback. Superando o primeiro nível, amplie a atuação. O objetivo é ir adequando o dialogo até ser assertivo.
  2. Defina seu avatar: Quem é o melhor cliente potencial, fale com ele em primeira pessoa, dê exemplos de aplicação do produto e use perguntas intrigantes e sugestivas, ao ponto de estimular a interação.
  3. Prova Social: Crie postagens do dia-a-dia, bastidores e interações do seu produto ou serviço com o cliente. Virtualmente seu cliente precisa saber que ser produto realmente existe.

 

Fábio Barbalho estará no 14º Encontro Integral Woman para o painel “Como vender mais”. faça sua inscrição, clique aqui

Coach e Educador Financeiro da Consultoria Ponto C , é formado em Administração em Marketing, Pós-Graduado em Gestão Estratégica das Organizações, com MBA em Educação e Coaching Financeiro e MBA em Gestão Empresarial: Crédito (FGV).

Blog Credibilidade Digital: congruência entre o que se vende e o que se entrega